Estou entrando na bolsa na máxima, como proceder?

Value Investing no BOOM, com o mercado marcando máxima atrás de máxima.

Mixed feelings

Você tem medo de comprar ações aqui em cima.

Eu também tenho.

Você tem medo de que alguma crise reduza seu patrimônio pela metade.

Eu também tenho.

Mas você tem medo de ficar de fora das altas.

Eu também tenho.


Pague menos, sempre menos

No Value Investing é fácil: compre ações quando elas caem.

Se elas não caem, tenha paciência para esperar.

Compre barato que tudo funciona muito bem, obrigado. Maravilhoso.

Mas, atenção ao pequeno detalhe:

Se a ação (ou qualquer ativo) for bom pague pouco.

Se for ruim, simples. Pague MUITO menos.


O Value Investing no BOOM

Hoje, no topo, todo mundo quer bolsa.

Mas o topo do ciclo e o fundo do ciclo são EXATAMENTE a mesma coisa.

A única diferença é que, no topo, temos menos ações extremamente baratas.

Faz todo o sentido. Os resultados são melhores, as perspectivas são melhores…

A forma de procurar muda um pouco.

Continuamos procuramos por preços que não combinam com fundamentos.

Ainda temos coisa muito boa e barata. Lembrando que o barato é sempre relativo.

Mas o que é barato muda, nos adaptamos a novos tempos.


A bolsa estava MUITO barata no início de 2016

Claro. Afinal os resultados pioravam rapidamente e o pessimismo reinava.

As empresas se preocupavam em permanecer vivas.

Em 2016, todas as empresas que conversava estavam pessimistas.

Todos os investidores estavam descrentes.

Todos os analistas incrédulos.

O cenário era trágico.

O Brasil olhava para o fundo de um buraco. Com alçapão.

Mas, eu, sinceramente, acho a bolsa mais barata hoje que no início do governo Temer…


A bolsa está MUITO MUITO mais barata em 2019

A bolsa está extremamente cara se NÃO passarmos a reforma da previdência.

Mas a bolsa está extremamente barata se PASSARMOS a reforma da previdência.

Com pouco esforço, o Brasil olha para um futuro de 10 anos de crescimento forte.

Em 2019, todas as minhas conversas são com empresas confiantes.

Os números serão ótimos. As perspectivas, magníficas.

Todos os investidores estão confiantes.

Todos os analistas otimistas.

O cenário é de céu de brigadeiro.


Estratégia para a crise, estratégia para o boom

Aperfeiçoamos nossa estratégia do Investidor de Valor na crise.

Na crise, além de rentabilidade e solidez, procurávamos por visibilidade de resultados.

Na boom, além de rentabilidade e solidez, procuramos por visibilidade de resultados.

Na crise, procuramos pelo que é mais barato.

No boom, procuramos pelo é mais barato.

Da mesmíssima forma.

Estratégia magnífica na crise. Estratégia magnífica no boom.


O Value Investing funciona na crise e funciona no boom

Comprando as mais baratas na bolsa, temos margem de segurança contra tudo e contra todos.

Nos defendemos da confiança excessiva de gestores.

Nos defendemos de investidores convictos demais.

Nos defendemos de expectativas irreais.

Nos defendemos de analistas inescrupulosos.

No Investidor de Valor, encontramos o bom e barato em todos os momentos do ciclo.


Value Investing com rodinhas

Está entrando agora? Comece com pouco.

Não se importe com o nível do índice, se importe apenas com os lucros gerados.

Compre Itaúsa (ITSA4), sinta os movimentos de mercado.

Com bolsa na máxima, ou na mínima, o Investidor de Valor compra bolsa.

Compra MUITA bolsa.





Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Compartilhar este artigo
por Bruce Barbosa

Possui 15 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelo BNP Paribas, HSBC e Empiricus Research. Formado em Engenharia de Produção pela USP e possui um MBA pela New York University.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!