UGPA: Guidance fraco e expansão em 2020

As ações da Ultrapar (UGPA3) já caíram 30 por cento desde o início do ano — pior desempenho do setor de distribuição de combustíveis.

As ações da Ultrapar (UGPA3) já caíram 30 por cento desde o início do ano — pior desempenho do setor de distribuição de combustíveis.


O principal segmento da Ultrapar — a rede de postos — ainda espera uma retomada da economia e enfrenta um cenário altamente competitivo.


Após reportar resultados frustrantes no 4T19, a Ultrapar apresentou seu guidance para o EBITDA em 2020 — prática inédita por parte da companhia.


Foram poucos os pontos que me chamaram atenção no Ultraday, como por exemplo: para 2020, a Ipiranga espera aumentar entre 200 a 250 o número de postos. Em 2019 houve uma redução líquida de 61.


A Ultrapar também espera crescer na faixa de 150 a 200 lojas de conveniência AM/PM.


Na frente digital, a Ipiranga tem experimentado uma penetração interessante dos aplicativos Km de Vantagens e Abastece Aí, que já representam, respectivamente, 33,5 por cento e 11,3 por cento dos abastecimentos.


Nos outros negócios, a Ultrapar pretende continuar investindo em tecnologia e expansão de mercado e infraestrutura para ganhar escala.


Fora isso, o grupo vai atuar em duas frentes: a Ultraventures — que disponibilizará 150 milhões de reais para investimento em startups em 5 anos — e o Centro de Serviços Compartilhados em Campinas, que pode aumentar os custos da holding para 200 milhões de reais ao ano.


Considerando o piso do guidance, por conservadorismo, a companhia espera uma estabilidade do EBITDA na Ipiranga, Ultragaz e Ultracargo para 2020.


Por outro lado, espera crescimento de 27 por cento na petroquímica Oxiteno, 13 por cento na Ultracargo e reversão do prejuízo na Extrafarma.


O mercado já incorpora em suas projeções o piso do guidance. E, a julgar pelas expectativas do setor, não parece que isso será revisado para cima.


A Ultrapar faz sua parte em termos de expansão e ganhos de escala em seus negócios, mas depende muito mais do macro — que não ajuda — do que seus esforços internos para o crescimento.


As Ações não oferecem desconto relevante, mesmo com a queda de preços mais acentuada do segmento: UGPA3 negocia a 8 vezes EBITDA, mas preferimos outra ação do setor com mais terreno para crescimento. Esta ação figura lá no Nord Dividendos.


Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Matheus Amaral
em 06/03/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira como auditor e consultor na Ernst & Young, onde permaneceu por cinco anos.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!