Tudo tranquilo, tudo favorável

Sem grandes novidades, os mercados seguem marcando novas máximas históricas.

Uma semana tranquila

Mesmo em uma semana agitada do ponto de vista de resultados corporativos, visto que dezenas das maiores empresas do mundo reportaram os resultados do 4T20 nos Estados Unidos, os mercados acionários seguiram em alta, terminando o período em novos recordes.

No acumulado do ano, o índice de tecnologia Nasdaq permanece na liderança, com alta de 7 por cento, enquanto o S&P500 está em segundo lugar, com valorização de +3,5 por cento e o Dow Jones, que representa a velha economia, apresenta um ganho de módicos +2 por cento.

Índices Nasdaq, S&P 500 e Dow Jones.

Por enquanto, as surpresas no campo corporativo foram mais positivas do que negativas. As grandes empresas e conglomerados estão reportando números acima do esperado, tanto em termos de receita quanto de lucros – o pior realmente já ficou para trás.

Desse modo, enquanto os números continuarem bons – e, ao que tudo indica, eles devem permanecer assim – os mercados seguirão contentes e renovarão suas máximas históricas.

Emprego para quase todos

No campo econômico, a história é um pouco diferente. Pergunto-me: como pode?

Ontem, tivemos a divulgação da quantidade de postos de trabalho criados nos Estados Unidos no mês de janeiro/2021, que ficou em 49 mil, bem abaixo do que o mercado esperava, em torno de 105 mil. Mesmo assim, mês após mês, a economia dos Estados Unidos vai se recuperando e os empregos voltam, como mostra o gráfico abaixo.

Gráfico sobre a melhora da economia dos Estados Unidos e volta dos empregos.

Fonte: Wall Street Journal

Mas vale dar um desconto, pois o inverno está brutal no Hemisfério Norte este ano, e a atividade econômica sempre dá uma arrefecida nessas épocas. Além disso, temos a pandemia, que ainda não foi totalmente solucionada, então nos contentamos com esses 49 mil postos de trabalho.

Com a criação dessas vagas, a taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu para 6,3 por cento, ainda muito acima do patamar desejado pelo Banco Central do país, que fica pouco acima de 4 por cento, como mostra o gráfico abaixo.

Gráfico sobre a taxa de desemprego nos Estados Unidos.

Fonte: Wall Street Journal

Na política, pouco mudou

Com Joe Biden e seus dois cachorros – Champ e Major – ainda se acomodando na Casa Branca, depois de assinar dezenas de ordens executivas logo nos primeiros dias de governo, o barulho político nos Estados Unidos arrefeceu essa semana.

Todavia, a inesperada vitória dos dois assentos extras no senado americano, que deu ao partido de Biden o mesmo número de assentos dos Republicanos na casa, já se mostrou frutífera.

Ontem, pela manhã, o senado aprovou uma resolução dando continuidade ao pacote de 1,9 trilhão de dólares prometido por Biden. A votação foi acirrada, com metade dos senadores (as) votando a favor e metade contra. Coube então à vice-presidente dar o voto de minerva para aprovar o prosseguimento do pacote. Parece que os próximos dois anos vão demandar muito da vice-presidente nesse sentido.


Uma oportunidade única

Nessa semana, lançamos uma oferta exclusiva para aqueles investidores que estão interessados em aprender um pouco mais sobre os mercados internacionais.

Agora, o Nord Global também pode ser adquirido na modalidade de 3 anos de duração, pagando cerca de 2 anos.

É mais tempo de acesso por um valor substancialmente menor. Como nossa filosofia de investimento é sempre focada em longo prazo, isso faz todo o sentido para você.

Inscreva-se agora, pague uma única vez e fique com acesso até fevereiro de 2024.


QUERO NORD GLOBAL POR 3 ANOS PAGANDO MUITO MENOS


Até a próxima semana!


Compartilhar este artigo
por Cesar Crivelli
em 06/02/2021 para Nord Insights

Bacharel em Administração de Empresas pela PUC-SP, possui MBA pela FGV e MSF pela Hult International Business School. Integrou a equipe de Equity Research do Citibank e tesouraria da General Motors (GM) no Brasil. Posteriormente, atuou nas frentes de M&A e novos negócios da Xeros Cleaning Technologies (XTG), nos Estados Unidos. Ingressou na Nord Research em outubro de 2019, como parte do time do Nord Small Caps, e hoje é responsável pelo Nord Global.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!