Semaninha pedagógica

Ressaca de Carnaval


Ressaca de Carnaval

Se o Galvão Bueno tivesse sido contratado para narrar o que aconteceu com a bolsa nesses 2 pregões e meio de funcionamento pós-carnaval, a gente não escaparia do famoso:

"teeeeessteeee para cardíacos, meus amigos!"

E do "haaaaaja coração!"

Na própria quarta-feira de cinzas, enquanto a bolsa derretia mais de 7 por cento (só está liberado falar derreter em quedas dessa magnitude), eu promovi uma enquete no Twitter, para tentar entender como o pessoal que nos acompanha estava se comportando naquele momento.

E o resultado foi animador:

A parcela das pessoas que entraram no modo pânico (vendedores) foi bem pequena, e tendo achar que a melhor resposta mesmo teria sido o observador. Cautela é sempre a melhor opção.

No meu caso, acabei aproveitando a oportunidade para comprar duas ações, uma do Deep Value e outra do Anti-trader.

Coração na ponta da chuteira

Nós certamente não controlamos quem participa da enquete, mas não há dúvidas que este é o reflexo de um trabalho que vem sendo feito na Nord por meio da newsletter diária, nos relatórios para assinantes, nas nossas redes sociais, nas lives e nos canais de Telegram do Ricardo, Marilia e Bruce.

Também não podemos deixar de agradecer a ala do bem do fintwit. Casas de análise, gestores, financistas, economistas e educadores que têm promovido um trabalho incansável, disseminando os fundamentos de se investir com foco no longo prazo para centenas de milhares de investidores.

Não tenho a menor dúvida de que se não fosse isso, o estrago poderia ser muito maior, mesmo que a galera da "zoeira" tenha atribuído esse mérito para a XP e Clear.

Ao longo do dia, as plataformas estiveram instáveis e muitos clientes não conseguiram se logar. Se a maioria das pessoas que nos seguem estavam só observando, menos mal.

Sai que é sua!

Ainda na tarde daquele dia, eu tive uma conversa bastante interessante com um amigo meu.

Geralmente eu não falo por muito tempo no telefone, mas como estamos iniciando um negócio juntos, ele me ligou para contar como andava o projeto.

Resolvida essa parte, ele emendou:

P: "Rê, bem agora que te falei que gostaria de começar a investir em ações, a bolsa dá uma "azedada" dessa. Que loucura cara! Mas dei sorte, hein? Escapei. Melhor eu ficar cuidando dos meus imóveis quietinho que eu ganho muito mais hehe".

R: "Na verdade não, você ganha MUITO MENOS ficando de fora. E talvez essa tenha sido a maior oportunidade de comprar bolsa barata para carregar para os próximos 4-5 anos."

P: "Como assim??"

R: "Cara, vamos lá. Você tem aquele apartamento alugado na Jesuíno Arruda. Quanto ele rende de aluguel por mês? Quanto você acha que ele vale hoje?"

P: "5 mil reais/mês e deve valer entre 1,2 e 1,4 milhão."

R: "Se por acaso, na semana passada, um vizinho seu enforcado em dívidas fosse obrigado a vender o apartamento dele por 1 milhão. Naquele dia, o seu desvalorizaria uns 20-30 por cento, mas você nem sentiria, porque não tem uma telinha com as cotações dos apartamentos piscando na portaria. Na bolsa, os investidores também se alavancam, e precisam se desfazer de ações para cumprir com outras obrigações. Na quarta-feira, milhares de investidores foram obrigados a zerarem posições compulsoriamente".

P: "Hum, certo."

R: "Outro exemplo. Eu te disse que assaltaram 3 prédios na rua onde eu moro, inclusive o meu né? Eu moro no Itaim há 34 anos e não vou sair daqui. Mas imagine que isso seja algo que deixe uma senhora de idade ou uma família com crianças desesperados. Se aparece um outro apartamento lá no prédio onde você já tem um, com o mesmo valor de aluguel que o seu, pelo preço de venda de 1 milhão, o que dá uns 6 por cento bruto de renda ao ano, e você estivesse procurando um outro para investir, você compraria?".

P: "Hum, acho que sim."

R: "Pois bem, o Coronavírus é como se fosse o Serginho Mallandro gritando nas orelhas deles. Na bolsa, as pessoas também entram em pânico, e para quem é investidor de longo prazo, quanto mais pessoas assim existirem, melhor". É claro que você não vai torcer para o bairro se tornar violento para comprar apartamentos baratos, mas você entende que isso é quase uma coisa normal em São Paulo. O Itaim ainda vai ser um dos bairros mais demandados".

P: "Porta dos desesperados hahaha. Nessa você foi longe".

R: "Agora um último exemplo de como você pode estar também na ponta contrária. Imagina que haja um comprador para o seu apartamento por 1 milhão agora. Eu chego para você e falo: Paulão, está rolando um leilão de um apartamento de 500 m2, que vale fácil uns 10 milhões, mas que vai sair por 2 milhões. Eu ponho 1 e você 1. Vamos nessa? Você não soca o seu apê sem dó?"

P: "Sem dúvida!"

R: "É isso que os gestores especializados estão fazendo agora. Estão vendendo ações de empresas que não devem se valorizar mais tanto e que já ganharam bastante dinheiro (seu apê atual). Estão reciclando as carteiras no meio de um sell-off generalizado porque alguns investidores, não dedicados ou sem estômago, estão saindo no pior momento. No longo prazo, os fundamentos tendem a prevalecer."

P: "Beleza, você já me convenceu. Por onde eu começo?"

R: "Abre seu e-mail, está tudo lá."

Acho curioso como a percepção de risco entre as pessoas é muito diferente. Não tem cotação diária e tem menos liquidez, mas é menos arriscado.

Mas faz parte.  

Aos poucos, estamos promovendo essa mudança cultural de um brasileiro patrimonialista e acostumado com um CDI de dois dígitos.

Na quarta-feira, eu acordei preocupado com a possível reação dos investidores iniciantes e que estão conosco a menos tempo.

Terminei o dia contente com as mensagens e relatos que recebemos. Em geral, o pessoal bastante sereno com o banho de sangue.

O Bruce compartilhou uma charge muito legal e exemplifica bem este momento.


Já guardei aqui no meu arquivo para poder usar em momentos como esse que ainda estão por vir.

As frases, imagens e gráficos sempre ajudam nessas horas.

A volatilidade do mercado você não controla.

Mas o seu comportamento perante isso, sim.

Um abraço e até próxima.







Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Compartilhar este artigo
por Renato Breia
em 01/03/2020 para Nord Insights

Possui 15 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pela Link Corretora, Galleas Asset, Rico Corretora e foi sócio da Empiricus Research. Formou-se em economia pela PUC-SP, tem especialização em Gestão de Fortunas pela Columbia University e é Planejador Financeiro, CFP®.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!