PETR: Saindo de vez da distribuição

A Petrobras (PETR4) comunicou que fará o follow on (oferta secundária de ações) da sua participação remanescente (37,5 por cento) na BR Distribuidora (BRDT3). O lançamento e mais detalhes da oferta ainda serão divulgados, ao menos já está oficializada a intenção e os preparativos.


A saída da Petrobras da distribuidora é um ganha-ganha, a Companhia se beneficia com a entrada de caixa, que deve levantar cerca de 9 bilhões de reais, seguindo seu plano de desinvestimentos.


Por sua vez, a BR Distribuidora fica livre de possíveis ingerências políticas no futuro e estrutura de custos, que já vinham melhorando desde a privatização.


A Petrobras deve utilizar os recursos para sua estratégia de redução da dívida, que registrou 91 bilhões de dólares no 2T20. O trabalho de redução da alavancagem financeira na petroleira é um processo gradativo e de paciência. Ainda existem inúmeros ativos para venda, sendo os mais relevantes o conjunto de refinarias, além das suas participações tanto na BR Distribuidora, quanto na Braskem (BRKM3), que em breve também pode ser anunciada.


PETR4 é um excelente caso de turnaround, que o choque nos preços do petróleo nos trouxe a oportunidade de aproveitar na série Nord Deep Value.


Compartilhar este artigo
por Matheus Amaral
em 28/08/2020 para Nord Insights

Especialista em finanças e mercado de capitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), atuou como auditor de fundos de investimento e consultor em instrumentos financeiros na Ernst & Young por 5 anos. Após, integrou a equipe de equity research da Toro Investimentos. Ingressou na Nord Research em outubro de 2019, como parte do time do Nord Deep Value.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!