OIBR: Seria a melhor hora para suspender?

Segundo o jornal Valor, alguns credores financeiros da Oi entraram com pedido de suspensão da assembleia geral de credores (AGC), cuja primeira convocação está marcada para o dia 08/09 e a segunda convocação no dia 14/09.


O motivo principal alegado: prevenção em meio à atual situação de pandemia, visto que a assembleia ocorreria de maneira presencial.


Relembro aqui que a assembleia é essencial para decidir sobre o aditamento do plano de recuperação judicial da Companhia, que prevê a venda de alguns dos seus ativos, tais como operação móvel, torres indoor e outdoor de radiofrequência, datacenters e parte da operação de infraestrutura em fibra óptica.


Em outras palavras, se não houver assembleia e não tivermos a aprovação dos credores, pode chover interessado em qualquer um dos ativos da empresa que, simplesmente, não sairá negócio algum.


Por isso, é fundamental que o plano seja votado e aprovado o quanto antes para garantir a sustentabilidade futura da Companhia. Se nada acontecer, tudo pode ficar mais complicado. A Oi afirmou estar tomando todas as medidas necessárias para que a assembleia se concretize.


Compartilhar este artigo
por Guilherme Tiglia
em 21/08/2020 para Nord Insights

Engenheiro de Produção pelo Instituto Mauá de Tecnologia e pós-graduando em Finanças pelo Insper, iniciou sua carreira no Itaú-Unibanco em 2016. Integrou também as equipes da Quasar Asset Management e da Quatá Investimentos, atuando com análise de crédito corporativo e performance empresarial. Ingressou na Nord Research em julho de 2019, como parte da equipe do Nord Dividendos.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!