O tal do “cautelosamente otimista”

Esse é o sentimento geral de vários gestores com os quais conversamos.

Esse é o sentimento geral de vários gestores com os quais conversamos.

No geral, o Eixo Faria Lima - Leblon entende que as Reformas vão passar. Podem não atingir o trilhão tão almejado pelo Guedes... mas que elas vêm, vêm.

O lado complicado é que, dada a inexperiência do governo e esse novo modo de fazer política, o caminho tende a ser mais dolorido.

Vai ter mais vai e vem do que o usual, e o mercado vai cobrar mais prêmio por isso.

Então, enquanto a Reforma da Previdência não sair, o sentimento geral deve seguir esse: “cautelosamente otimista”.

Otimista com o futuro, mas cauteloso enquanto a Reforma segue na retranca.

Nesse ambiente, muitos gestores têm ficado mais táticos - aproveitando momentos de estresse para ter mais margem de segurança.

E, mesmo assim, têm ganhado bastante dinheiro para os seus cotistas.

Deixo esse recado a você: escolha gestores que saibam navegar em todos os cenários.

Os gestores escolhidos no Nord Wealth mostraram que sabem fazer isso, entregando uma rentabilidade de espantosos 252 por cento do CDI nesse trimestre - mesmo em meio a períodos de caos.

Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Compartilhar este artigo
por Luiz Felippo
em 12/04/2019 para Nord Insights

Iniciou sua carreira num projeto de renda fixa do Insper com o BTG Pactual. Posteriormente atuou na área de pesquisa econômica internacional do Itaú Asset Management e foi analista de Renda Fixa da Empiricus Research. Formou-se Economista no Insper.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!