O que vai acontecer com LCAM e RENT?

Foi surpreendente, mas calma. Muito mudará no setor de locação, muito mudará nos discursos das empresas e os grandes ganhadores serão os acionistas (de Unidas).


1 + 1 = 3

A maior locadora do Brasil anunciou ontem pela manhã que compraria a  segunda maior locadora do Brasil.

Resultado:

Gráfico mostra as variações de preço de RENT3 (branco), LCAM3 (azul), Ibovespa (laranja).

RENT3 (branco), LCAM3 (azul), Ibovespa (laranja). Fonte: Bloomberg.

Com o IBOV caindo -1,6 por cento, Localiza (RENT3) subiu +14 por cento e Unidas (Locamérica, LCAM3) subiu +17 por cento.

"Nossa, faz sentido toda essa alta?" Faz. Faz bastante sentido.

Em um segmento em que tamanho é documento, a união das duas maiores cria uma empresa com uma enorme capacidade de comprar carros mais baratos e captar dinheiro a juros menores.

Além, é claro, da economia com menos lojas em aeroportos, menos lojas de seminovos, menor custo administrativo...

É o famoso 1 + 1 = 3.

Lindas.


Mineiro come quieto

Foi absolutamente surpreendente.

Se me perguntassem, eu diria que seria muito mais provável que Unidas se fundisse com Movida (MOVI3) – a terceira maior do setor.

Mas você sabe, mineiro come quieto.

Ilustração caricata de um mineiro "caipira".

Fonte: Assunto da Vez

As 4 famílias controladoras das companhias já estavam comendo queijo com doce de leite juntinhas há meses.

Até passou pela nossa cabeça que Salim Mattar (controlador da Localiza e ex-secretário de desestatização) tenha saído do governo para não melar a fusão.

Essa mineirada é inteligente.

Com muita sorte, também tenho um pouco desse sangue empreendedor correndo nas veias (e adoro pão de queijo).


Cuidado: O CADE

Porém, esse queijo pode azedar.

Olhando a arte bonitinha que o Valor produziu, vemos a dominância que a mineirada, junta, terá no setor:

Infográfico mostra dados da fusão de Localiza e Unidas e do mercado de locação de veículos.

Fonte: Valor Econômico.

RENT + LCAM terão algo ao redor de 47 por cento do mercado total de locação de veículos (RAC ou Rent-a-car) e GTF (gestão de frotas).

Mas como sempre, ao entrar com o pedido de união no CADE, o que importa é como as companhias demonstram o tamanho do mercado endereçável.

Eu imagino, desde já, que o mercado que as empresas desenharão não será RAC + GTF, mas o mercado de "mobilidade".

Ou seja, eles teriam um percentual MUITO menor de um mercado que seria, na realidade, muito maior.


O termo é "mobilidade", pequeno gafanhoto

Hoje as empresas são bastante lucrativas, têm crescimento forte e enormes barreiras de entrada fazendo RAC e GTF.

Mas a genialidade dessa união está além do que acontece hoje – como as entrevistas dos controladores deixam transparecer.

O mercado de locação é, na verdade, muito maior do que imaginamos.

Hoje, no Brasil, a quase totalidade das pessoas compram seus próprios carros.

Nos EUA, o "leasing", uma forma de aluguel, já representa 27 por cento das compras totais de veículos, e vem crescendo.

Gráfico mostra a participação de leasing nos EUA.

Participação do leasing nos EUA. Fonte: New York Times e Edmunds

Hoje, no Brasil, para quem faz conta, já não vale mais a pena comprar o carro – vale a pena alugá-lo (faça uma cotação na Unidas Livre).

Ainda é pequeno. Entretanto, esse mercado vem crescendo de vento em popa dentro das locadoras.

Além disso, temos o crescimento da economia do compartilhamento.

A Uber já se tornou um grande canal de aluguel de carros para as locadoras.

Além disso, há uma infinidade de startups viabilizando o aluguel do carro próprio, o Airbnb de carro.

Ademais, nem comecei a comentar sobre os carros elétricos e autônomos que estão surgindo aos montes na Califórnia e na China.

Esse mercado é muito maior do que apenas locação...


Compro LCAM3? Compro RENT3? Vendo? Não compro nada?

"Bruce, para com esse blá, blá, blá, chato de galocha – compro mais LCAM ou vendo as minhas Ações após a alta forte?"

Como sempre, eu não tenho a menor ideia do que acontecerá com as Ações no curto prazo.

Contudo, o mercado já está ouriçado fazendo contas, chutando valores para as sinergias, estimando probabilidades, preços-alvo e…

Calma.

Como ficou claro na apresentação de Localiza e Unidas ontem, nem as empresas sabem ainda qual será o tamanho das sinergias.

Fato é, as companhias trocarão ações e RENT3 pagará, de acordo com a manhã de ontem, um prêmio de +13 por cento em cima das Ações de LCAM3.

Quer dizer, após o movimento de ontem, LCAM ainda está -10 por cento abaixo do preço que RENT3 pagará por ela.

Poderíamos comprar LCAM3 e “shortear” RENT3 – mas não parece um risco que gostaríamos de correr.

Apenas comprar LCAM3 parece muito mais sensato.


"As pessoas calculam demais e pensam de menos". – Charlie Munger

Se usarmos a estimativa de "analistas" do Valor de 5 bilhões de reais, as altas de ontem já ultrapassaram o que seria "justo".

Se a empresa valesse hoje 50bi, 5bi de sinergias elevariam o valor de mercado em +10 por cento.

Mas Localiza já subiu +14 por cento ontem – e ainda temos o risco do CADE.

Imagem mostra a foto de Charlie Munger ao lado da citação: "People calculate too much and think too little".

"As pessoas calculam demais e pensam de menos." – Charlie Munger.

Vamos seguir a sabedoria de Munger e pensar um pouco: o que acontecerá nas próximas semanas e meses?

Pense.


Tudo mudou. Nada mais será o mesmo

Independentemente do que aconteça, o setor de locação no Brasil mudou para sempre.

Você terá toda a razão em me dizer: "Bruce, não é mais locação, seu energúmeno, é mobilidade".

A Movida (comentaremos muito mais oportunamente) deverá rever completamente sua estratégia e entrar no Tinder das locadoras – Movida precisa se aglomerar para não ficar para trás.

Nos próximos meses, veremos os banqueiros que Localiza e Unidas contrataram apresentando ao mercado como será maravilhosa a empresa combinada.

Imagem mostra um jovem de terno, em frente ao computador, apontando para várias notas de dinheiro que estão na mesa.

Fonte: Money Mozart.

Será linda. Será imponente. Terá enormes sinergias. Crescerá mais que o pé de feijão de João.

Enfim, as apresentações de PowerPoint desses caras são encantadoras e encantam o mercado.

Nós não tentaremos ser gênios. Não tentaremos fazer o impossível. Não tentaremos descobrir se as Ações cairão ou subirão no curto prazo.

Continuaremos comprados em LCAM (mais barata e ainda com prêmio de +10 por cento), aproveitando as altas das Ações e tentando não nos apaixonar pelas apresentações dos banqueiros.

Compre LCAM3.


Compartilhar este artigo
por Bruce Barbosa
em 24/09/2020 para Nord Insights

Possui 17 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelo BNP Paribas, HSBC e Empiricus Research. Formado em Engenharia de Produção pela USP e possui um MBA pela New York University.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!