O que já foi, já foi

Ao longo desta semana tivemos vários questionamentos acerca da Oi (OIBR3), uma das participantes da nossa carteira do Nord Deep Value.

Eles refletem, basicamente, uma tendência muito comum que observamos no investidor pessoa física: o desejo de querer ir atrás das coisas depois que elas já subiram de preço.

De querer ir atrás depois que os avanços foram aparecendo e as teses começaram a se concretizar.

E aí, adivinha só: a margem de segurança para novos aportes já não é mais tão atrativa como antes, quando tudo ainda estava para acontecer e mais incertezas existiam no radar sobre as evoluções a serem conquistadas.

Do ponto de vista operacional, entendemos que a empresa vem avançando relativamente bem. A Companhia vem apresentando avanços em fibra e a venda de ativos parece estar no caminho.

Mas será que já temos tudo bem resolvido? Ainda não! Faltam os leilões dos principais ativos que a Companhia está mirando vender; o próximo deles (Oi Móvel) deve ocorrer já na próxima semana. Além disso, a operação remanescente precisa virar e começar a gerar caixa.

Fazendo uma analogia bem simples, a tese de Oi é basicamente uma maratona em percurso: ainda faltam etapas para terminar a corrida e um monte de coisa pode acontecer no meio do caminho, mas por ora seguimos correndo no pace esperado, “sem quebrar”– corredores entenderão.

Ainda contamos, sim, com alguns riscos no negócio. Por isso privilegiamos muito comprar com margem de segurança e, nessas horas, a disciplina operacional é muito importante.

Busque sempre entender os negócios a fundo e procure por boas oportunidades nos níveis atuais de preço, ao invés de querer sair correndo atrás do que está subindo – a Nord pode te ajudar com isso!

Forte abraço,


Compartilhar este artigo
por Guilherme Tiglia
em 11/12/2020 para Nord Insights

Engenheiro de Produção pelo Instituto Mauá de Tecnologia e pós-graduado em Finanças pelo Insper, iniciou sua carreira no Itaú-Unibanco em 2016. Integrou também as equipes da Quasar Asset Management e da Quatá Investimentos, atuando com análise de crédito corporativo e performance empresarial. Ingressou na Nord Research em julho de 2019, como parte da equipe do Nord Dividendos.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!