O que importa está lá na frente

O vai e vêm nas cotações desses últimos dias não necessariamente se traduz em maior risco no dia a dia das empresas

Significados diferentes

Você sabia que volatilidade e risco não significam a mesma coisa?

Muitos tendem a achar que os dois são iguais. Afinal, pode até soar razoável dizer que quanto maior a volatilidade, maior o risco.

Podem até serem correlacionados em certo ponto. Seria possível filosofar por horas sobre o tema. Felizmente, não é o que faremos hoje.

Eu, particularmente, vou defender a tese de que são diferentes e que é possível ter volatilidade sem necessariamente implicar em aumento de riscos.

Sendo bem breve, o risco pode ser definido como a imprevisibilidade de geração de fluxo de caixa, enquanto que a volatilidade é mais relacionada a oscilações de preço.

Confuso?! Calma... Vamos abordar com mais detalhes.  

O que estamos vivendo agora, principalmente em função da crise mundial do coronavírus, se trata, em maior parte, de um movimento de alta volatilidade.

E isso não necessariamente se traduz em maior risco nos negócios das empresas — por que raios empresas de utilities (setor elétrico, saneamento etc), que é o segmento mais defensivo da bolsa e com menor correlação a tudo que estamos passando, chegaram a apresentar quedas de -20 a -40 por cento nestes últimos períodos?

A resposta está muito mais relacionada a um aumento de aversão global frente à pandemia, que afeta para cima a taxa de desconto de um negócio, do que mudança de fluxo de caixa das empresas. Para os que não tem familiaridade, o preço de um ativo nada mais é do que os seus fluxos de caixa futuros trazidos a valor presente por uma certa taxa de desconto.

Como o preço e a taxa de desconto são inversamente proporcionais, tudo mais constante, um aumento da taxa acaba jogando o preço para baixo e, neste caso, sem mudança direta nos fundamentos da empresa.

Sem mudança na tese, nos riscos e no seu cash flow.

A queda vem se demonstrando bastante exagerada ao não ter contrapartida direta, de uma maneira geral, com o que acontecerá no “chão de fábrica” das empresas no longo prazo — no momento, isso está valendo para um universo muito grande de empresas dentro da bolsa.

A oscilação no seu home broker não reflete o que acontece no mundo real das empresas. Não necessariamente reflete em maior risco no mundo real. Ponto final.

No longo prazo, tudo seguirá da mesma maneira que deveria ser, com os fundamentos que a empresa demonstra, deixando o impacto da pandemia para apenas alguns meses.

Não, o mercado não cairá para sempre. Algumas empresas podem, inclusive, se favorecer no curto prazo: é o caso de farmácias, laboratórios e fabricantes de medicamentos.

Enfim, a mensagem que quero passar é: a volatilidade que estamos vivenciando pode ser um grande diferencial para você realizar bons investimentos, ao entendermos que em muitas ocasiões não há reflexos de um risco material para as empresas.

Lá na frente você colherá os frutos. E a Nord está aqui, hoje e sempre, para te ajudar a tomar as melhores decisões.

2008 vs. Corona

Comparar a crise de 2008 com a pandemia do coronavírus tem sido muito frequente em diversas conversas que escutamos por aí.

Elas podem até ter um ponto em comum ao proporcionarem uma queda expressiva no mercado, mas são totalmente diferentes, de origens diferentes.

Em 2008, a crise se concentrava em um problema grave e estrutural do sistema financeiro, onde bancos estavam quebrando e uma ruptura global estava por vir.

Não estou dizendo que a disseminação do coronavírus não é de se preocupar. Muito pelo contrário...

Mas veja que, por ora, o fluxo de pessoas vai diminuir, a atividade vai enfraquecer, a desconfiança vai aumentar, o consumo vai cair e os resultados das empresas serão impactados. Mas isso é agora…

É o hoje.

Teremos muito provavelmente uma redução dos números, talvez, nos próximos dois trimestres. Mas e depois?

Passadas as restrições que estão acontecendo, as pessoas hão de voltar a circular e consumir. Tudo há, eventualmente, de voltar ao normal.

E em algum momento o COVID-19 pertencerá ao passado.

É algo temporário, e não se trata de incapacidade de crescer e gerar resultados no futuro. 2008 era uma crise que criava essa incapacidade futura...

É uma questão de tempo. De paciência. É no que eu acredito.

Pense lá na frente

Será que a volatilidade do seu preço de tela hoje é realmente um risco no longo prazo?

Essa volatilidade do seu preço de tela se traduziu em mudança de fundamento para o longo prazo?

Se traduziu em maior risco no negócio lá na frente?

Felizmente, na maioria das vezes a resposta é negativa para todas essas questões.

E ela é muito mais do que isso: a volatilidade do seu preço de tela hoje traz a chance de comprar ótimas empresas, com bom histórico, marca reconhecida, com nomes óbvios e preços muito atrativos. Algumas, posso até falar que estão “de graça”, frente ao que são e ao que vão entregar no futuro.

Meu amigo Cesar Crivelli, também Analista da Nord, uma vez disse em uma de nossas lives que nos tornamos sócios das empresas para sempre, e não somente para os próximos dois ou três meses.

E não poderia concordar mais: se lá na frente as coisas vão se recuperar, a volatilidade de agora não deveria incomodar.

Você compra uma empresa pelo que ela vai gerar para sempre, não pelos resultados dos próximos dois trimestres.

Pense nisso.

A volatilidade de hoje é a oportunidade do momento, que pode ser uma grande mudança para o seu patrimônio lá na frente.

No Nord Small Caps e no Nord Deep Value estamos com o trabalho dobrado e enchendo o carrinho com boas Ações a valuations que não vemos todos os dias.  

A 120 mil pontos falavam que tudo estava maravilhoso. Discordo. Prefiro olhar para a Bolsa agora, onde tem muita coisa boa e barata...

Aproveite o momento se você tiver caixa, pois não é toda vez que isso aparece.

Seu bolso agradece.


Compartilhar este artigo
por Guilherme Tiglia
em 20/03/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira no Itaú-Unibanco, trabalhando com medidas de melhorias operacionais na área de Cartões de Crédito.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!