Juros fica estável, mercado não

O Copom decidiu ontem, por unanimidade, manter a Selic estável em 6,5 por cento.

O Copom decidiu ontem, por unanimidade, manter a Selic estável em 6,5 por cento.

O comunicado da decisão foi idêntico ao anterior, dizendo que o crescimento fraco ainda justificava juros baixos e que os próximos passos dependeriam da evolução econômica (leia-se aprovação da reforma da Previdência).

Mas, olhando as novas projeções do modelo do Banco Central para inflação, podemos notar que com a expectativa do Focus para Selic (alta apenas em maio de 2019, chegando a 8 por cento) as projeções de inflação ficam dentro da meta nos próximos 3 anos.

Ou seja, o BC está chancelando essa trajetória. Dizendo que ela seria suficiente para controlar a inflação.

Enquanto o BC diz isso, o mercado diz outra coisa. Nos preços dos juros futuros, temos uma trajetória para a Selic que a leva para 9,5 por cento até o final de 2020. Uma grande diferença em relação às projeções do BC.

Isso significa que, salvo uma piora no câmbio (seja por conta do mercado externo, ou do local), o mercado terá que reprecificar suas taxas de juros para baixo.

Quando os juros futuros caem, os títulos prefixados e indexados à inflação valorizam! E tem um título específico que tem muito prêmio embutido e portanto um potencial enorme de valorização.

Fizemos esse estudo, e colocamos a recomendação de compra desse título no Nord Wealth.



_____________________________________________________________

Una o melhor da renda fixa com investimentos sólidos em bolsa aproveitando o pacote Nord Advisor. Bruce Barbosa e Marilia Fontes podem assessorá-lo em seus investimentos em uma condição muito especial, por tempo limitado.

QUERO A AJUDA DA NORD EM MEUS INVESTIMENTOS

_____________________________________________________________


Mas não acaba por aí...

Hoje, nos jornais, também vimos uma nova proposta da Reforma da Previdência apadrinhada por Arminio Fraga, que poderia revolucionar nossas contas públicas.

Seria um sistema de capitalização, onde qualquer pessoa com 65 anos receberia um salário mínimo, mesmo sem ter contribuído nada. E qualquer valor acima do mínimo exigiria tempo de contribuição e capitalização do valor. A proposta poderia economizar cerca de 1,3 trilhões de reais em 10 anos, valor 3 vezes maior do que a economia anterior.


Se algo assim ganha corpo, estaríamos falando de um câmbio bem mais baixo, sub 3. E isso significaria, pasmem, não ter que subir EM NADA a taxa de juros!

Imagina a tonelada de prêmios na curva considerado esse cenário!

O ponto é: temos um governo que parece que está empenhado em políticas liberais. É preciso entender a capacidade desse governo em entregar e aprovar suas boas ideias. Mas os preços de mercado carregam um bom prêmio, trazendo excelentes oportunidades de você ganhar dinheiro.

É preciso ficar diariamente atento a novos acontecimentos. E para isso, estamos juntos por ai.

Vamos ficando de olho!




Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Marilia Fontes
em 01/11/2018 para Nord Insights

Possui 10 anos de experiência de mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelas assets do Itaú, Mauá e Kondor, além de analista da renda fixa da Empiricus Research. Formou-se mestre em Economia pelo Insper.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!