Jogo muda nos EUA

Durante esta madrugada só se falava das eleições americanas. O resultado foi considerado uma derrota para o Presidente Trump.

Durante esta madrugada só se falava das eleições americanas. O resultado foi considerado uma derrota para o Presidente Trump. Enquanto ele manteve maioria no Senado, acabou perdendo a maioria que tinha na Câmara.

Isso certamente atrapalhará sua capacidade de aprovação das milhares de coisas que

prometeu durante essa campanha, como um novo plano de redução dos impostos.

O resultado dessa mudança no mercado foi positivo!


A bolsa sobe quase 1 por cento, e as treasurys caem. As moedas emergentes também

performam bem, assim como as bolsas mundiais.


O que anda preocupando muito o mercado internacional é essa briga de Trump com a

China, e o impacto recessivo que isso poderia causar, em uma época que já estão

morrendo de medo de crise.


O crescimento americano nunca ficou positivo por tanto tempo, eles dizem. Eu acho

esse argumento o pior possível. Não quer dizer absolutamente nada em termos de

fundamento. Poderíamos estar falando de um período maior de crescimento, dado

que tivemos uma das maiores crises da história.


Enfim, por enquanto os dados estão positivos, com crescimento de salários e baixo

desemprego. Mas aguardamos os impactos do fim do estímulo fiscal e das brigas

comerciais.



_____________________________________________________________

Una o melhor da renda fixa com investimentos sólidos em bolsa aproveitando o pacote Nord Advisor. Bruce Barbosa e Marilia Fontes podem assessorá-lo em seus investimentos em uma condição muito especial, por tempo limitado.

QUERO A AJUDA DA NORD EM MEUS INVESTIMENTOS

_____________________________________________________________


O que acontece nos EUA é muito importante para seus investimentos pois estamos em um mercado global onde tudo é conectado.


Não dá para falar de Ibovespa acima de 100 mil pontos com crise nos EUA. O fluxo externo entraria vendendo seus bilhares de dólares, e o mercado local não tem tamanho, sozinho, para puxar a bolsa desse jeito.


Estamos de olhos muito abertos, acompanhando cada novo evento americano, e cada dado econômico.


Por enquanto, tivemos apenas surpresas positivas, com uma geração de empregos

fortíssima. Isso pode mostrar que, se tivermos uma crise por lá, ela pode ainda

demorar alguns anos para aparecer, dando tempo para nós nos prepararmos por aqui.


Se o novo governo aprova até o ano que vem a independência do Banco Central e a

reforma da Previdência, não teremos que subir a Selic durante 2019, podendo chegar

fácil com o Ibovespa a 200 mil pontos, como mostra Bruce Barbosa neste relatório do Investidor de Valor.


Para surfar essa alta, é preciso apenas de mais 1 ano de estabilidade nos EUA, além de

nomes específicos de ações que ainda estão baratas e têm muito potencial de alta nos

seus preços.


Como diz o Bruce, o índice é poluído por grandes empresas e empresas não tão boas.

Se você escolhe as melhores ações, consegue surfar a alta muito mais protegido em

termos de risco.


Então o Bruce escolhe as ações, e eu fico de olhos bem abertos nos dados econômicos

dos EUA. E vocês, nossos leitores, lucram! Nada mal, não é mesmo?


A versão prática dessa nossa parceria está no pacote Nord Advisor, que une uma

carteira completa de renda fixa e ações.


Vamos juntos!



Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Marilia Fontes
em 07/11/2018 para Nord Insights

Possui 10 anos de experiência de mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelas assets do Itaú, Mauá e Kondor, além de analista da renda fixa da Empiricus Research. Formou-se mestre em Economia pelo Insper.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!