Haja Rivotril

Mais calor

Lula Day, que nada: o que nos espera é mais um dia de calor por conta das últimas proezas de Trump (logo abaixo).

Mercados europeus próximo do zero-a-zero. Asiáticos (ex-China, que teve feriado) predominantemente no vermelho, à exceção de Tóquio.

Do lado de cá, NY e SP com futuros em queda.

 

Haja Rivotril

Trump parece determinado em aumentar a volatilidade do mercado americano: mal a turma havia digerido as últimas sinalizações de armistício com a China, com direito a acenos para a paz por parte do diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, e Washington anunciou um novo – e gordo – tarifaço de produtos chineses. Assim não há Rivotril que baste.

Em paralelo, temos dados do payroll às 9h30 e discurso de Powell às 14h30. Ambos devem corroborar a boa percepção do momentum do Tio Sam, mas é bem provável que as preocupações com a trade war sigam se sobressaindo.

 

Dessa vez é pra valer, mas e depois?

Foi uma imensa alegria ler, ontem, “Lula preso amanhã” pela internet inteira e saber que, dessa vez, não é chamada caça-clique.

No entanto, repiso o afirmado neste espaço na manhã de ontem: Lula preso não é o fim da história; persiste um vácuo no cenário eleitoral que precisa ser endereçado. Quais são as candidaturas de fato viáveis para outubro? E, dentre elas, quais trazem consigo projetos que podem promover melhoras estruturais do país?

Vale lembrar que seguimos com um mar de questões em aberto e problemas para resolver, a começar pelas contas públicas de 2019 e 20.

 

Sugestão aos otimistas

Não é à toa que, enquanto a Selic está na mínima histórica, nossos títulos longos seguem pagando juro real de cinco e cacetada, coisa que não se vê em lugar nenhum do mundo civilizado.

Nesse sentido, a quem se dispuser a apostar num desfecho positivo para o certame de outubro, com a eleição de um candidato pró-mercado e pró-reformas e capacidade de articulação com o Congresso para aprovar o que precisa ser aprovado, os 5,31 por cento que estão pagando as NTN-B Principal 2035 (que também atendem pela alcunha de Tesouro IPCA+ 2035, nomenclatura com a qual nunca vou me acostumar) são uma boa aposta – há mais espaço para essa taxa cair (e, consequentemente, o título valorizar) do que subir.

Talvez seja a única oportunidade relevante na renda fixa hoje.

 

Disputa eletrizante

Coube à Energisa (ENGI11) o primeiro movimento na tão esperada disputa pela Eletropaulo (ELPL3). A empresa lançou uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) para compra até a totalidade de ELPL ao preço de R$19,38.

Outras virão, escreva: conforme já alertado neste espaço, interessados não faltam na distribuidora paulista.

Se é assim, é bem possível que tenha se estabelecido um piso para ELPL nesse patamar. Assimetria positiva na aposta nas ações, portanto.

 



Ricardo Schweitzer,CNPI

Em observância à ICVM 483, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Compartilhar este artigo
por Ricardo Schweitzer
em 06/04/2018 para Nord Insights

Possui 14 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pela Adviser Asset, Fundação CEEE, Sicredi Asset, Votorantim Corretora e Empiricus Research. Formou-se em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!