É um bom momento para comprar Ações?

Quem não quer saber se a Bolsa vai cair ou se vai subir?

A pergunta de 1 bilhão de reais

Desde que comecei a trabalhar no mercado financeiro, a pergunta: “é um bom momento para comprar Ações?” é a que mais recebo em meu WhatsApp.

Para cada pessoa que me pergunta sobre a qualidade ou o preço de determinada empresa, outras quatro me perguntam se a Bolsa vai subir ou se vai cair.

Quando a pergunta é sobre uma empresa que conheço suficientemente bem, eu até tenho uma resposta para dar, mas nos outros casos sou obrigado a decepcionar quem me fez a pergunta e responder que é impossível prever o que vai acontecer com a Bolsa.

Mas o fato é que você não precisa prever se a Bolsa vai subir ou se vai cair para ganhar dinheiro com Ações. Nem os maiores e melhores investidores do mundo sabem o que vai acontecer com a Bolsa.

Se, por exemplo, os investidores soubessem que a Bolsa cairia pela metade nos meses de fevereiro e março deste ano, a Bolsa teria caído muito antes por conta desses investidores informados vendendo.

Neste caso específico, a crise foi originada por uma pandemia global, mas todas as outras grandes crises da história geralmente foram causadas por um colapso econômico, e a falta de previsibilidade é um denominador comum.

Assim como as quedas chegam como um tsunami na Bolsa, o tamanho ou duração das altas também é algo imprevisível.

O desempenho da Bolsa está de certa forma relacionado ao desempenho geral da economia, e as pessoas tentam prever o que vai acontecer com ela projetando a inflação, o crescimento econômico, mudanças nas taxas de juros etc.

Entretanto, nem os mais renomados economistas são capazes de acertar o que vai acontecer com a economia de maneira regular e consistente, caso contrário, eles ficariam ultrarricos muito rápido e nem precisariam continuar trabalhando como economistas… o que não é o caso.

Ninguém te avisou (antes de tudo se tornar óbvio) que o Brasil enfrentaria a pior recessão de sua história nos anos de 2015 e 2016. E a Bolsa, aliás, começou a subir no fim de 2015, ainda no auge do pessimismo, quando parecia não haver luz no fim do túnel.

As projeções e previsões sempre se baseiam na última ou na pior/melhor coisa que já aconteceu. Com base em dados passados, os experts chegam a alguma conclusão financeira e tentam se preparar para o que vai acontecer amanhã.

O grande problema é que o que vai acontecer no futuro nunca será igual ao que aconteceu no passado.

O conjunto de fatores que leva uma economia a prosperar é sempre diferente em cada ciclo, assim como os erros de hoje são diferentes dos erros de ontem. Por isso, as grandes crises econômicas sempre vão dar as caras quando excessos são cometidos.


Então o que fazer?

Mas você deve estar se perguntando: se nem os economistas conseguem prever a economia, nem os investidores profissionais conseguem prever o que vai acontecer com a Bolsa, como eu poderia ganhar dinheiro com Ações?

A verdade é que você não precisa saber o que vai acontecer com a Bolsa para ganhar dinheiro com ela. Tudo que você precisa fazer é buscar por boas companhias a bons preços.

Gráfico mostra desempenho das ações de ITSA4 (branco) e EMBR3 (laranja).

Desempenho das ações de ITSA4 (branco) e EMBR3 (laranja). Fonte: Bloomberg.

Quem investiu em Itaú (ITSA4) mais do que dobrou seu patrimônio nos últimos 5 anos, enquanto quem investiu na Embraer (EMBR3) viu seu capital se desvalorizar quase 75 por cento.

Gráfico mostra lucro acumulado nos últimos 12 meses de ITSA4 (branco) e EMBR3 (laranja).

Lucro acumulado nos últimos 12 meses de ITSA4 (branco) e EMBR3 (laranja). Fonte: Bloomberg.

Isso aconteceu porque o banco saiu de um prejuízo para lucro multibilionário entre 2015 e 2019, e a fabricante de aeronaves fez o oposto.

Calma! Você também não precisa adivinhar o que vai acontecer com os lucros das empresas que investe.

Precisa apenas se preocupar em comprar alguns bons negócios e não pagar caro demais por eles.

Em alguns casos, você vai acertar. Em outros, vai errar. Mas desde que você tenha paciência suficiente (afinal, o investimento na Bolsa é para alguns anos, não semanas ou meses), você vai ganhar dinheiro.

No pior dos casos, você perde todo o capital investido em uma Ação. Por outro lado, seus ganhos ao acertar são ilimitados. As probabilidades estão ao seu lado. Quem investe em bons negócios, com disciplina e paciência, é recompensado no longo prazo.


Gaste sua energia da maneira correta

Com a pandemia sob controle, o Brasil terá duas opções:

  1. Podemos retomar a agenda de reformas e as boas condições existentes podem permitir um forte crescimento econômico por um bom tempo;
  2. ou podemos enviesar para o lado populista, voltarmos a ser irresponsáveis com nossos gastos públicos e, consequentemente, elevarmos o endividamento do país a níveis muito preocupantes.

O que vai acontecer eu não sei. Ninguém sabe.

Porém, dado que a economia depende das decisões que serão tomadas e que prever esses movimentos é uma tarefa praticamente impossível, faça como Warren Buffett e Peter Lynch, gaste sua energia buscando encontrar as melhores empresas.

É lógico que um vento a favor deixa o ambiente mais propício a grandes valorizações. Mas existem vários e vários casos de empresas que se expandem mesmo durante recessões.

Inclusive, as melhores empresas do mercado podem se aproveitar da fragilidade de sua concorrência para abocanhar uma fatia de mercado que não teriam acesso em condições normais.

No fim das contas, a resposta para a pergunta que intitula este e-mail é: não importa o momento, ótimas empresas sempre existirão.

O nível de otimismo ou pessimismo do mercado pode dificultar ou facilitar a tarefa de encontrá-las negociando a bons preços, mas as oportunidades sempre estarão lá.

Talvez, em um momento mais negativo para a economia e para a Bolsa, você precise ter mais paciência ao investir.

Mas isso não é um problema. Pelo contrário, quando o pessimismo toma conta, as Ações acabam ficando baratas demais e isso implica em um maior potencial de valorização, afinal, nenhum ciclo de alta ou de baixa é eterno.

Então, como sempre digo: ao investir em Ações, preocupe-se em fazer as perguntas certas!

Procure entender as características da empresa que você pretende investir. Por exemplo: como anda o desempenho do novo produto que ela acabou de lançar, descobrir se seu posicionamento e sua estratégia a colocam em vantagem em relação à competição, o que pode dar errado nos novos investimentos que ela está realizando, quais são as principais ameaças ao seu modelo de negócios etc.

Tudo isso (e muito mais) pode ser analisado, e as respostas obtidas vão te permitir ter alguma visibilidade sobre os resultados futuros da empresa que você investe. Esses resultados, no longo prazo, vão influenciar o que vai acontecer com as suas Ações.

Para ter sucesso na Bolsa não é preciso muito, basta que você se mantenha focado no longo prazo, nos resultados, nos riscos de cada negócio e que tenha uma boa dose de paciência.

Contando com a Nord para ajudá-lo a selecionar as melhores oportunidades existentes na Bolsa, sua vida fica ainda mais fácil.

Hoje à tarde vou começar a divulgar alguns conteúdos especiais sobre o que acredito ser a melhor maneira de identificar empresas com o maior potencial.

Se você está em busca de boas empresas para investir, fique atento ao seu e-mail.

Um abraço,

Ragazi.


Compartilhar este artigo
por Rafael Ragazi
em 16/10/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira como Analista na Investor Consulting Partners (assessoria especializada em M&A e finanças corporativas).Posteriormente, foi Gerente de Novos Negócios na Wise Up|Somos Educação (enquanto investida da Tarpon Investimentos) e Sócio responsável pela área comercial e membro do comitê de investimentos da Luminus Capital Management.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!