Debandou geral

Foi global o movimento do dólar na última sessão.

Descolaremos?

Após uma segunda-feira turbulenta para mercados emergentes, a terça começa com tentativas de descolamento.

Enquanto, lá fora, mercados europeus e futuros americanos se posicionam no campo negativo, reagindo às commodities e à nova rodada de hostilidades entre EUA e China, nós ensaiamos uma correção.

O dólar, por sua vez, ensaia queda após anúncio de leilão do BC.

Conseguiremos descolar ou ficaremos só na tentativa?


Debandou geral

O agudo movimento do câmbio, ontem, teve muito mais a ver com o destino do que com as origens do dinheiro - para desgosto da ala jornalística que já tentava tirar do fato algo para falar mal do próximo governo, só por esporte.

Um mix de aversão a risco e remessas de final de ano parece explicar muito melhor o movimento, que atingiu diversas divisas.

Pelo sim, pelo não, o pico de volatilidade suscitou a ação do BC, que anunciou tempestivamente leilões para a sessão de hoje.




_____________________________________________________________

Una o melhor da renda fixa com investimentos sólidos em bolsa aproveitando o pacote Nord Advisor. Bruce Barbosa e Marilia Fontes podem assessorá-lo em seus investimentos em uma condição muito especial, por tempo limitado.

QUERO A AJUDA DA NORD EM MEUS INVESTIMENTOS

_____________________________________________________________


Alguém tem que ceder

Segue na pauta do Congresso a cessão onerosa. Segue, também, a resistência de nossos “parlamentares” em votá-la.

O plano B (ou seria G, de Guedes?) é dar um balão via TCU. Veremos se é possível.

Fato concreto é que os recursos fazem falta para fechar as contas, então torçamos pelo melhor.

Ninguém disse que seria fácil o desmame dos congressistas, não é mesmo?

Pelo contrário: apontamos, há tempos, que desafios poderiam se encontrar na articulação política. Ainda mais com uma legislatura perto do fim, da qual muitas figuras simplesmente não conseguiram recondução.

Acredito que, a partir de fevereiro, o jogo será outro? Não: talvez a resistência seja mais leve, mas não vai cessar.


Mais uma rodada

Até que Trump andava quieto, mas o fato concreto é que ainda tem uma guerra lá fora.

Donald reafirmou planos de sobretaxar produtos chineses, produzindo tarifas adicionais da ordem de 200 bilhões de dólares ao ano.

Aos que imaginavam que o impasse entre as potências estivesse caminhando para uma resolução (inclúo-me aqui), é um balde de água fria.

Ao que tudo indica, este é um tema que ainda nos acompanhará por um bom tempo - com reflexos nos mercados via aversão a risco.

Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Compartilhar este artigo
por Ricardo Schweitzer
em 27/11/2018 para Nord Insights

Possui 12 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou Adviser Asset, Fundação CEEE, Sicredi Asset, Votorantim Corretora e Empiricus Research. Formou-se economista pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!