Compre Bolsa quando a Bolsa cai

Já estivemos aqui muitas vezes nos últimos anos. Os lucros das empresas estão subindo, os preços das ações acompanharão. #compreMUITAbolsa.

Desta vez não é diferente

Não estamos em território inédito.

Já estivemos aqui muitas vezes nos últimos anos.

Permita-me começar com duas breves histórias...


Fundo bom, cotista ruim

O Luiz já comentou por aqui sobre o Magellan Fund, melhor fundo de investimentos do mundo entre 1977 e 1990, que teve um retorno anual médio de 29 por cento (em dólar).

Fonte: Nord Research.

Gerido, extraordinariamente, por Peter Lynch, o fundo rendeu mais que o dobro do índice S&P500 no período.

Em apenas 13 anos, o fundo deveria ter multiplicado o dinheiro dos felizardos cotistas por 28 vezes.

Mas, na média, os cotistas perderam dinheiro investindo no fundo.

Sim, as pessoas conseguiram perder dinheiro no melhor fundo mútuo da história.

Elas entravam logo depois de uma forte alta e, ao primeiro sinal de performance negativa, abandonaram o fundo.


Corretora boa, investidor ruim

Joel Greenblatt, investidor de grande sucesso, se baseando nos ensinamentos do Value Investing, inventou a fórmula mágica de investir.

A estratégia é parecidíssima com a de Warren Buffett e do Investidor de Valor: resumindo, companhias com alta rentabilidade e baixo preço.

No IV adicionamos visibilidade de resultados, mas é complicado colocar isso em uma fórmula, então...

Greenblatt, para ajudar as pessoas a investirem melhor, criou uma corretora que só negociaria empresas que entram em seu filtro.

Uma corretora só com empresas boas e baratas.

Mesmo assim, os investidores performavam pior que o mercado.

As pessoas compravam o que subia mais (depois de subir), mudavam seus portfólios após um pequeno período de performance ruim e vendiam quando suas ações caíam.

Sim, as pessoas conseguiram perder dinheiro em uma corretora que só tinha empresas boas e baratas.


Sabe quem perdeu dinheiro nessa crise?

Warren E. Buffett, Peter Lynch, Howard Marks, todos os maiores gestores de ações do Brasil, os bilionários da bolsa do Brasil, eu, você, ...

Estamos em boa companhia.

Mas, você pode ter certeza: todos os grandes investidores estão com sorrisos de orelha a orelha procurando comprar neste momento.

Procurando na terra arrasada do mercado por enormes oportunidades de longo prazo.

Procure por eles nas redes sociais e nas reportagens dos jornais.

Comprando companhias boas e baratas.

Comprando bolsa.


Sabe quem ganhou dinheiro nessa crise?

Marketeiros, vendedores de sonhos, mentirosos, vendedores de cursos de opções, profetas do passado, ...

Somente as pessoas que têm memória seletiva para suas posições.

"Subiu? Tinha mandado comprar."

"Caiu? Tinha mandado vender."

… fico imaginando o que Buffett já foi obrigado a escutar em seus muitos anos de mercado...


Separando os meninos dos homens

É neste momento que vemos quem ganhará dinheiro na bolsa, a longo prazo, e quem acabará desistindo.

É hoje que vemos investidores com a fortaleza psicológica necessária para fazer a coisa certa.

Fazer o óbvio.

Fazer o que Benjamin Graham nos ensinou em meados dos anos 1930.

Comprar barato.

Comprar bolsa quando a bolsa cai.


"A bolsa vai cair mais?"

Eu não sei. Você não sabe. Nenhum youtuber sabe. Nenhum jornal ou especialista sabe.

Por isso, a estratégia mais vencedora da história é comprar bolsa quando a bolsa cai.

Compre o que está barato e tem ótimos resultados e esqueça.

Esta estratégia vem dando ótimos resultados desde meados de 1930, quando Ben Graham inventou o Value Investing.

Funciona há quase 100 anos.

Continua funcionando hoje.


Investir na bolsa é 110 por cento psicológico

Não venda ações quando elas caem.

Bolsa caindo é momento de comprar.

Está com medo? Conte conosco para ajudá-lo a investir melhor.

É sua primeira crise? Conte conosco para auxiliá-lo neste momento de stress.

Ganha dinheiro na bolsa quem prepara seu psicológico para comprar quando todos vendem.

Para comprar barato. Para comprar hoje.


Brasil: o país do futuro

Lembram como o Brasil respondia às crises antigamente?

Fonte: Folha de São Paulo.

E atualmente:

Fonte: Valor Econômico


Os fundamentos do Brasil estão extremamente sólidos. Os fundamentos do Brasil estão melhorando rapidamente.

Mesmo com o dólar subindo forte, o Banco Central não precisa subir juros para controlar a crise. Muito pelo contrário.

Podemos cortar juros para responder à crise.

Além disso, a resposta firme de Bolsonaro, Guedes e Maia, anunciando aceleração das reformas foi uma ótima surpresa.

Crise? Vamos acelerar as reformas que o Brasil precisa.


Resultados, resultados e resultados

Movida (MOVI3) divulgou resultados na noite de ontem: frota de carros +18 por cento, receita líquida +34 por cento, Ebitda +77 por cento e lucro +63 por cento.

Um resultado absolutamente extraordinário.

Mesmo com resultados assim, as ações de Movida caíram -16 por cento em 2020:

Fonte: Bloomberg.

E, negociando a apenas 9x Ebitda e 21x lucros, Movida é uma ENORME oportunidade do ANTI-Trader.

A maioria dos assinantes da série O Investidor de Valor estão comprando.

Morro de orgulho quando leio no Telegram: "Ainda tenho short e caixa e estou aproveitando as oportunidades de nosso ranking de ações."

Foco nos resultados das empresas é o que dá dinheiro a longo prazo.

#CompreMUITAMovida.


O SuperCiclo de longo prazo

O mundo está no final de um enorme ciclo de crescimento que durou mais de 10 anos.

Enquanto isso, o Brasil passava por sua pior crise da história.

Hoje, o crescimento do Brasil depende muito mais da aprovação das reformas que do crescimento mundial.

Movimentos de curto prazo, assim como muitos outros que vimos nos últimos anos, serão logo esquecidos.

O SuperCiclo do Brasil ainda está só começando.

Fonte: Economática e Nord Research.

Os lucros das empresas estão subindo.

Ao longo do tempo, os preços das ações acompanharão.

#compreMUITAbolsa.

Caiu? #CompreMUITAbolsa.



Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Compartilhar este artigo
por Bruce Barbosa
em 11/03/2020 para Nord Insights

Possui 17 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelo BNP Paribas, HSBC e Empiricus Research. Formado em Engenharia de Produção pela USP e possui um MBA pela New York University.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!