Começou a festa do caqui

“Aumentar a liquidez das ações” uma ova

Sexta-feira azeda

A sexta-feira começa com crescentes preocupações com o crescimento da economia americana, logo após a divulgação de pedidos de Seguro-Desemprego surpreendentemente acima do esperado e à espera de dados do varejo. Nova rodada de recrudescimento das relações China-EUA e tensões renovadas no Oriente Médio fazem o pano de fundo do último pregão da semana.

Após sessão mista na Ásia, mercados europeus têm a maior baixa em duas semanas nesta manhã. Na mesma direção apontam os futuros de NY.

Não espere muita coisa dos mercados locais no dia de hoje.


Final feliz

Não foi pouco choro nem ranger de dentes, mas enfim Petrobrás (PETR4) conseguiu concluir a venda da TAG ao consórcio composto por CDPQ, Engie e Engie Brasil (EGIE3).

E o recado é claro: vem mais coisa por aí. Dentre outras iniciativas, a Companhia busca oportunidades de negócio no Comperj.

Não são poucas as cartas que Petro tem guardadas na meia e que podem sair alegremente de seu balanço, em prol de um reforço de capitalização e maior foco no core business.

E, com regras do jogo claras (sim, estamos falando de Brasil!), não faltará comprador.

Aguardávamos o desfecho desta operação com atenção - EGIE3 integra a carteira do Nord Dividendos. Sigo comprador.








Fale agora ou cale-se para sempre

Ocorre daqui a pouquinho, das 10h30 às 11h30, o tão esperado leilão das Ações de Via Varejo (VVAR3) detidas pelo Pão de Açúcar (PCAR4). O movimento foi precipitado pela missiva enviada por Michael Klein, manifestando o interesse de seu pool de investidores de adquirir até a totalidade das Ações de PCAR em VVAR ao preço de 4,75 reais por Ação.

É livre a participação no leilão - e, particularmente, não ficaria triste se outro noivo surgisse na porta da Igreja com objeções ao matrimônio e com uma proposta melhor. Mas tudo indica que será com Klein que VVAR vai casar.

E, após anos entre tapas e beijos e dividindo executivos com seu acionista controlador, a varejista voltará a contar com um management monogâmico, integralmente focado na geração de valor do seu negócio. Amém.

Aos mais sensíveis ao curto prazo, atenção à posição vendida em VVAR3. Eu dou de ombros para isso.

Ah, sim: VVAR3 segue lépida e fagueira no Nord Small Caps.



Começou a festa do caqui

Se mercado em alta é uma festa, o que dirá para quem se sobressai. É uma euforia sem fim, ladeada de planos cada vez mais mirabolantes. Inebriadas pelas circunstâncias, pessoas e empresas perdem completamente o pudor. É a própria festa do caqui.

Ainda lembram dos comentários do Bruce, mais cedo esta semana, sobre Banco Inter (BIDI4) e a iniciativa de seu controlador de colocar mais Ações em circulação no mercado - leia-se aproveitar que estão caras para vender?

Aparentemente o Banco Pan (BPAN4) curtiu a ideia e anunciou que fará um follow on primário e secundário - ou seja, com a dupla finalidade de reforçar o caixa e dar saída para a Caixa, que venderá parte de sua participação.

As Ações acumulam aproximadamente 250 por cento de valorização em 2019, e já figuraram entre as recomendações da Marilia - sim, na Nord até a analista de Renda Fixa manda bem em equities

E aí? Quem mais quer, com o pretexto de aumentar a liquidez das Ações, dar liquidez para o Controlador? Pois não se engane: é disso que se trata.

Fique de olho aberto - e confira se sua carteira continua no seu bolso.

Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Ricardo Schweitzer
em 14/06/2019 para Nord Insights

Possui 13 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou Adviser Asset, Fundação CEEE, Sicredi Asset, Votorantim Corretora e Empiricus Research. Formou-se economista pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!