Cabem alguns barris em sua garagem?

Desde segunda-feira, quando os contratos futuros do petróleo WTI causaram espanto no mercado e negociaram no campo negativo, o mundo está de olho na capacidade de estocagem de petróleo.


Desde segunda-feira, quando os contratos futuros do petróleo WTI causaram espanto no mercado e negociaram no campo negativo, o mundo está de olho na capacidade de estocagem de petróleo.

Segundo relato da Reuters, nos últimos dias, dezenas de navios petroleiros foram procurados para armazenar cerca de 30 milhões de barris de querosene de aviação, gasolina e diesel.

O total que já se conseguiu medir é de cerca de 130 milhões de barris de petróleo já armazenados em mar  isso pelo que se conseguiu mensurar, pois sabemos da dificuldade em trazer um número efetivo.

O armazenamento flutuante se tornou a melhor opção quando os tanques em terra já estão cheios ou reservados.

Algumas outras formas mais incomuns de armazenamento estão sendo consideradas, como a utilização de vagões ferroviários ou oleodutos não utilizados. Algumas refinarias na Europa já têm seus espaços reservados, assim como cavernas de Sal na Europa já estavam lotadas.

O mundo está sendo inundado de óleo e, ao menos no curto prazo, o produto não terá seu preço de volta à normalidade. Os cortes da OPEP+ devem ser antecipados, mas ainda são insuficientes para conter a quantidade de estoque no mundo.

A maioria dos países ainda está mantendo suas quarentenas, porém começando a pensar em formas de ir liberando gradativamente as atividades.

Até lá, o consumo de combustíveis continuará comprometido e veremos cenas como essa que refletirão nos preços da commodity, claro.

Por aqui, as refinarias da Petrobras (PETR4) atuam a pouco menos de 60 por cento da sua capacidade, o que gera maior estocagem. Os tempos serão difíceis no segundo trimestre, mas enquanto estiver claro que isso é passageiro, aproveitamos a oportunidade no setor lá no Nord Deep Value.


Compartilhar este artigo
por Matheus Amaral
em 24/04/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira como auditor e consultor na Ernst & Young, onde permaneceu por cinco anos.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!