BBAS: lucros +10 por cento em 2020

Estaria acabando o "gás" do bancão que mais crescia no Brasil?

Confesso que fiquei decepcionado.

Após lucros +34 por cento no 3T19, o presidente do Banco do Brasil (BBAS3) anunciou, ontem, em evento com o mercado, que o banco teria crescimento de lucros de 10 por cento em 2020.

Estaria o BB chutando baixo ou a dinâmica de melhora forte de resultados teria chegado a seu fim?

Ainda não sabemos. Vamos avaliar com mais calma.

Mas a queda na dinâmica de resultados pode explicar o desempenho bastante anêmico das ações no mercado em 2019. BBAS3 negocia a míseros 8x lucros.

Tivemos uma maravilhosa experiência com BBAS no Investidor de Valor. Foram mais de +220 por cento de rentabilidade nos últimos 3 anos (S2).

Agora, avaliaremos se BB perdura como uma ótima pagadora de dividendos ou se dá espaço para uma companhia de maior crescimento de resultados.

Mas a reunião não acabou por aí. BB anunciou que contratará uma consultoria para avaliar sua participação em Cielo (CIEL3), mas que, no momento, não estaria pensando em vendê-la.

Ninguém sabe, mas a minha aposta é que BB venderá a Cielo para o Bradesco (BBDC4), seu sócio, para acelerar a tomada de decisões na adquirente.

Cielo está com lucros caindo -50 por cento ao trimestre, lutando contra uma enxurrada de entrantes em seu mercado. A companhia conseguiu manter sua participação, mas com rentabilidade bem menor.

Cielo negocia a reduzidos 10x lucros e pode surpreender o mercado, caso a venda ocorra. Interessou? O Ricardo montou uma operação interessantíssima na companhia. Vem novidades por aí nos próximos dias. Fique atento.



Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Bruce Barbosa
em 29/11/2019 para Nord Insights

Possui 16 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelo BNP Paribas, HSBC e Empiricus Research. Formado em Engenharia de Produção pela USP e possui um MBA pela New York University.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!