Bate e assopra

Tivemos uma sessão de grande volatilidade no mercado de Ações ontem, cujo protagonista foi o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Ainda em fase de recuperação, visto que na semana passada o presidente contraiu o novo Coronavírus, o tempo “livre” na Casa Branca parece ter-lhe afetado os pensamentos.

Desde seu primeiro post no Twitter até o último, foram nada menos do que quatro horas de “grandes pensamentos” e anúncios que não fazem muito sentido entre si.

Ao final da tarde, ainda com os mercados abertos, Donald Trump postou uma mensagem na rede social dizendo que instruiu seus assessores políticos a interromperem as negociações para um novo pacote de estímulo fiscal – o que sustenta as consecutivas altas das Bolsas nos últimos dias – até o final das eleições, que ocorrem no início do próximo mês.

Já durante a noite tivemos um novo tweet do presidente, ainda sobre as questões econômicas, no qual ele mencionou suporte a algumas medidas específicas, como uma ajuda de 25 bilhões de dólares às companhias aéreas dos EUA, ajuda de 120 bilhões de dólares para pequenas empresas e o envio de cheques no valor de 1.200 dólares para os americanos.

Parece-me que o presidente está um tanto perdido, pois primeiro ele diz que não quer falar em novos estímulos até que as eleições terminem, depois se diz a favor de medidas econômicas que, de certa forma, estavam contidas no plano até então discutido. Seria o efeito do coquetel de medicações que ele está fazendo uso?

Fato é que os mercados ficarão à mercê dessas declarações até o final das eleições. Seu oponente, Joe Biden, tem aumentado sua vantagem semana a semana e, hoje, segundo algumas pesquisas eleitorais, Biden acumula cerca de 14 pontos percentuais das intenções de votos acima de Trump.

Provavelmente teremos semanas de fortes emoções pela frente.


Compartilhar este artigo
por Cesar Crivelli
em 07/10/2020 para Nord Insights

Bacharel em Administração de Empresas pela PUC-SP, possui MBA pela FGV e MSF pela Hult International Business School. Integrou a equipe de Equity Research do Citibank e tesouraria da General Motors (GM) no Brasil. Posteriormente, atuou nas frentes de M&A e novos negócios da Xeros Cleaning Technologies (XTG), nos Estados Unidos. Ingressou na Nord Research em outubro de 2019, como parte do time do Nord Small Caps, e hoje é responsável pelo Nord Global.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!