As vantagens competitivas dos grandes investidores

Você quer ser o próximo Warren Buffett?

Você quer ser o próximo Warren Buffett?

Esse foi o título do discurso feito pelo investidor Mark Sellers para uma turma de alunos do MBA de Harvard há alguns anos.

Sellers iniciou seu discurso dizendo que não estava ali para ensinar os alunos como se tornarem grandes investidores (aqueles capazes de entregar retornos médios acima de 20 por cento ao ano por décadas), ao contrário, disse que poucos naquela sala (composta por mentes já acima da média) poderiam ter alguma esperança de alcançar tal status.

As empresas capazes de alcançar os maiores níveis de sucesso são aquelas que possuem vantagens competitivas sustentáveis  que não são momentâneas e que não podem ser replicadas pela competição.

As verdadeiras vantagens competitivas são aquelas nas quais o “segredo” é conhecido por todos e, mesmo assim, não pode ser copiado, isto é, uma vantagem estrutural.

Assim como no mundo corporativo, para ser um investidor excepcional, algumas vantagens competitivas em relação aos demais investidores também são necessárias.

Segundo Sellers, a quantidade de livros, revistas ou jornais que você leu, a experiência que você tem ou a sua formação acadêmica não são fatores decisivos para que você se torne um investidor excepcional.

A partir de uma certa base de conhecimento, o retorno de ler mais começa a cair. Além disso, ler notícias demais tende a reduzir sua performance se você passa a acreditar em tudo que qualquer escritor produz só para vender mais jornais.

As melhores universidades também não vão lhe ensinar como ser um grande investidor, provavelmente ensinarão precisamente como obter o retorno médio do mercado.

Segundo Sellers, até a experiência é algo superestimado no mundo dos investimentos. Apesar de ser extremamente importante, se existisse uma relação direta entre os anos de experiência e a perfomance, todos os grandes investidores teriam seus melhores anos no fim de suas carreiras, o que não é verdade.

Todos esses fatores são importantes, e tudo aquilo que pode ser aprendido lhe ajudará a se tornar um investidor acima da média, porém, para ser um investidor brilhante são necessários alguns traços de personalidade.


Sua mente e seus investimentos

As vantagens competitivas dos grandes investidores estão ligadas ao psicológico. São características do seu cérebro, parte da sua essência que não é facilmente alterada.

Segundo Sellers, existem ao menos sete traços de personalidade comuns aos maiores investidores:

Traço 1  A habilidade de comprar Ações quando os outros estão em pânico e vender Ações enquanto os outros estão eufóricos.

Todos acreditam ser capazes de fazer isso, até que venha uma grande crise e o mercado caia pela metade em poucos meses ou passe anos apenas caindo. Nessas situações, quase ninguém tem estômago para comprar.

Já quando o mercado não para de subir, vender e incorrer no risco de ver o mercado continuar a subir impede a maioria dos investidores de vender Ações quando elas estão caras demais.

Traço 2  Obsessão por investir e por vencer.

Os maiores investidores não apenas gostam de investir, eles vivem isso. A primeira coisa que eles pensam ao acordar é sobre uma Ação que estão considerando comprar/vender ou sobre quais são os maiores riscos em seu portfólio e como lidar com eles.

Isso pode, inclusive, atrapalhar a vida desses investidores em outros aspectos, já que eles estão sempre pensando em Ações. A obsessão não pode ser aprendida, ou você é obcecado por algo ou não é.

Traço 3  Vontade de aprender com os erros do passado.

Esta é outra característica que diferencia os grandes investidores: um intenso desejo de aprender com os erros para evitar repeti-los. A maioria das pessoas apenas segue em frente e ignora seus erros.

Mas sem analisar por completo os erros, existe uma probabilidade bem alta de cometer um deslize similar no futuro. Na verdade, mesmo analisando os erros, evitar repeti-los não é uma tarefa simples.

Traço 4  Noção de risco baseada no senso comum.

Essa habilidade não é tão comum nos seres humanos quanto as pessoas pensam. Sellers acredita que o maior controle de risco é o senso comum, que costuma ser substituído por cálculos mirabolantes ou ignorado várias e várias vezes no mercado financeiro.

Traço 5  Confiança nas próprias convicções, mesmo quando sofrem críticas.

Warren Buffett nunca mudou suas convicções, nunca abandonou o Value Investing, mesmo sofrendo diversas críticas. Sellers se diz impressionado com a falta de convicção que a maioria dos investidores tem nas Ações que compra.

Traço 6  Ambos os lados do cérebro funcionando, não apenas o esquerdo (o lado bom é matemática e organização).

Um investidor precisa ser capaz de fazer contas e ter um pensamento lógico sobre seus investimentos, mas também precisa ser capaz de julgar a gestão de uma empresa pelos sutis sinais que ela passa. Precisa ser capaz de dar um passo para trás e enxergar o todo, em vez de ir cada vez mais a fundo na análise.

Sellers também acredita que os investidores precisam ser bons escritores. Se você é capaz de escrever com clareza, é capaz de pensar com clareza. Se você não pensa com clareza, terá problemas para investir. Existem vários gênios com altos QIs que são incapazes de pensar com clareza, apesar de conseguirem fazer contas altamente complexas de cabeça.

Finalmente, a mais importante e rara característica dos grandes investidores:

Traço 7  Habilidade de suportar a volatilidade sem alterar seu processo de investimentos.

Sellers acredita que essa é uma habilidade quase impossível de ser encontrada. As pessoas costumam ter muita dificuldade em reconhecer prejuízos ou em comprar quando o mercado está caindo.

As pessoas não gostam da dor no curto prazo, mesmo que isso resulte em melhores resultados no longo prazo. Poucos investidores podem suportar a volatilidade normalmente encontrada em portfólios de alto retorno.

Igualar volatilidade a risco é irracional. Risco significa que, se você errar em uma aposta que fez, perde dinheiro. Uma oscilação para cima ou para baixo no curto prazo não é uma perda, logo, não é risco, a não ser que você deixe o pânico tomar conta das suas decisões.


Você é seu único limite

Sellers encerra seu discurso de maneira um tanto quanto radical, alegando que nenhum desses traços pode ser assimilado após alcançar a vida adulta, que o potencial de cada um de se tornar um investidor brilhante é determinado pelas características de nascença do cérebro e pelas experiências enquanto jovem...

Esse talvez seja o ponto do discurso de Sellers que me parece estar menos conectado com a realidade.

Concordo que não será apenas lendo este texto, por exemplo, que você conseguirá virar as chaves na sua cabeça e se transformar em outra pessoa instantaneamente.

Mas discordo da parte em que Sellers alega que podemos evoluir nossos traços de personalidade apenas em nossa juventude. Para mim, tudo depende da sua vontade de crescer.

Não acredito que exista um determinado ponto da vida no qual nossa personalidade se torne imutável. Apesar de que, com o passar dos anos, vamos solidificando a base de nossa personalidade. O ser humano é extremamente capaz de se adaptar a novas realidades, caso entenda que é vantajoso ou necessário.

A meu ver, a única coisa que nos limita é nossa própria vontade de evoluir, de crescer, de nos tornarmos melhores a cada dia, seja nos investimentos, trabalho ou vida pessoal.

Na maioria das vezes, acomodar-se com a situação atual, mesmo que ela não seja a ideal, é o caminho mais fácil e acaba sendo o mais adotado pelas pessoas.

Porém, tome bastante cuidado! Às vezes, você pode estar se acomodando em uma âncora enquanto os anos passam, e qualquer coisa que exija um esforço maior fica para um amanhã que nunca chega.

Quando se fala em investimentos, postergar a decisão de se educar e de se tornar um investidor melhor vai apenas deixá-lo cada vez mais distante da sua liberdade financeira.

Ademais, alcançar a liberdade financeira não significa apenas poder adquirir mais bens materiais. Significa poder se dedicar às atividades que realmente lhe dão prazer, ocupar-se apenas com um trabalho que lhe traga plena satisfação, aproveitar os importantes momentos ao lado de quem você ama e ter a tranquilidade de estar financeiramente preparado para um imprevisto.

Se você ainda não começou, sugiro que inicie com esta excelente estratégia: Renda Combinada entre Dividendos e FIIs é um ótimo ponto de partida.  

Nunca é tarde demais para começar, mas não deixe a decisão de investir melhor para amanhã. A Nord foi fundada exatamente para ajudá-lo nesse processo.

Se ainda não conhece nossos serviços e estratégias, o Edu (WhatsApp 11 93087-1103) está sempre disponível para lhe explicar tudo no detalhe. Mande uma mensagem para ele e descubra qual é a forma ideal de receber a nossa ajuda.

Há sempre uma estratégia perfeita para cada tipo de investidor, assim como existe uma que cabe no seu bolso.

Um abraço,

Ragazi.


Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Compartilhar este artigo
por Rafael Ragazi
em 02/10/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira como Analista na Investor Consulting Partners (assessoria especializada em M&A e finanças corporativas).Posteriormente, foi Gerente de Novos Negócios na Wise Up|Somos Educação (enquanto investida da Tarpon Investimentos) e Sócio responsável pela área comercial e membro do comitê de investimentos da Luminus Capital Management.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!