As enormes diferenças entre a faca caindo e a faca subindo

Sempre prefira a última (trust me).

Sempre prefira a última (trust me).

O Valor está ótimo hoje e gostaria de fazer uma newsletter só comentando os comentários dos jornalistas.

Seria meu sonho se tornando realidade. O irônico em mim ficaria felicíssimo.

Mas o tempo urge. Comentamos aqui de Ultrapar (UGPA3), faca caindo, e Unidas (LCAM3), faca subindo, e ficamos devendo Kroton (KROT3), faca caindo, e Smiles (SMLS3), sócio dos infernos.

Espero que aproveitem...


Ultrapar: vale a pena pegar esta faca caindo?


Charlie Munger, o fiel escudeiro de Warren Buffett – maior investidor de todos os tempos, comenta algo muito interessante sobre Buffett.

“Ele tem uma mente matemática. Sua cabeça funciona com probabilidades.”

Basicamente, quando Buffett investe, ele sempre analisa a oportunidade e o risco associado a esta oportunidade de alocar capital.

Faz todo o sentido. Todos os investidores no mundo deveriam fazer o mesmo.

Mas não é isso que acontece. E Ultrapar (UGPA3) é um ótimo exemplo.

Reportagem do Valor comenta sobre as promessas que a companhia fez a investidores em evento ontem.

Ultra prevê um 2019 melhor, após seu Ebitda ter caído -33 por cento das máximas e as ações -41 por cento.

Como olhar o risco vs retorno das promessas dos gestores?

Simples. Quanto mais barata a ação, menor o risco de que resultados ruins impactem os preços – a expectativa de melhora seria baixa.

Quanto mais barata a ação maior o potencial de retorno caso as promessas se tornem realidade.

Mas UGPA negocia a elevados 12x Ebitda e 25x lucros, para uma empresa ainda com problemas. No último trimestre, seu Ebitda caiu -31 por cento.

Segundo a reportagem, a companhia sofreu com o cenário. A 12x Ebitda UGPA é cara demais para uma empresa que depende tanto da economia. Além disso, não podemos descartar a elevação da competição para o posto Ipiranga.

UGPA foi um ótimo negócio e o mercado aposta que voltará a ser. Mas a 12x Ebitda, as probabilidades estão contra o Investidor de Valor – permanecemos de fora.






Una o melhor da renda fixa com investimentos sólidos em bolsa aproveitando o pacote Nord Advisor. Bruce Barbosa e Marilia Fontes podem assessorá-lo em seus investimentos em uma condição muito especial, por tempo limitado.

QUERO A AJUDA DA NORD EM MEUS INVESTIMENTOS



Unidas (LCAM3): Quanto mais Ubers, mais lucros


Começando pelo fim, quem paga esta conta são as montadoras.

Outra reportagem comenta como as locadoras de veículos – Unidas (LCAM3), Localiza (RENT3) e Movida (MOVI3) – se tornaram parceiras inseparáveis dos apps de mobilidade.

Foi amor a primeira vista.

O motorista e Uber aluga o carro das locadoras e pode trabalhar sem se preocupar com ter o carro, manutenção ou impostos.

Basicamente, as locadoras compram os carros das montadoras com desconto. Quanto mais carros compram maior o desconto.

O desconto é tamanho que as locadoras compram o carro, o alugam por 1 ano ou 2 e vendem o carro ao mesmo preço.

Ao invés do motorista do Uber comprar o carro direto da montadora, a montadora financia a locadora que compra o carro e aluga para o Uber.

E o dinheiro fica no bolso do feliz acionista da locadora.

O Investidor de Valor já entendeu esta dinâmica e se apaixonou perdidamente pelo setor. Ainda mais quando encontra LCAM negociando a míseros 7x Ebitda e crescendo exponencialmente.

Foi amor à primeira vista.

Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Assuntos relacionados
Compartilhar este artigo
por Bruce Barbosa
em 30/11/2018 para Nord Insights

Possui 15 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pelo BNP Paribas, HSBC e Empiricus Research. Formado em Engenharia de Produção pela USP e possui um MBA pela New York University.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!