Ajuda para as empresas de turismo

Nova linha de crédito deve ajudar empresas do setor

Pequenas, médias e grandes

Um total de 5 bilhões de reais será colocado à disposição das micro, pequenas, médias e grandes empresas que atuam no segmento de turismo, por meio de linhas de crédito provindas do Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

O anúncio foi realizado ontem, pelo ministro do turismo Marcelo Álvaro Antônio.

Segundo ele, será editada uma medida provisória  que já está em análise pelo Ministério da Economia  para oferecer capital de giro às companhias neste momento de crise. O trâmite deve ser rápido.

Vale lembrar que no início do mês, o Ministério do Turismo publicou uma portaria reduzindo os juros de capital de giro de 7 por cento ao ano para 5 por cento, bem como ampliando o prazo de carência para início dos pagamentos de 6 meses para 12 meses.

Companhias aéreas

Ainda em discussão está a ajuda às companhias aéreas que foram atingidas em cheio pela crise, com redução de até 90 por cento dos voos oferecidos. A conversa entre as empresas e o governo se estende por algumas semanas e poderá ser concluída no próximo mês.

A linha de crédito a ser oferecida para as três principais empresas do setor aéreo  Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e LATAM  deve ficar em torno de 10 bilhões de reais e será garantida pelas Ações destas empresas.

Em tempos de crise, toda ajuda será bem-vinda, ainda mais para o setor de turismo que foi um dos mais afetados pela queda na demanda dos serviços oferecidos. Tais medidas devem reforçar o caixa das empresas e, assim, prevenir um efeito dominó de falências, que seria desastroso para o setor e para o país.


<assinatura Cesar>



Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Compartilhar este artigo
por Cesar Crivelli
em 23/04/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira na área de análise de uma corretora independente e posteriormente integrou a equipe de Equity Research do Citibank, tesouraria da GM no Brasil e trabalhou em uma startp-up em Boston por dois anos, onde era responsável por M&A e expansão em novos negócios.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!