A última tarefa de 2020

Prepare seus investimentos para o novo ano que se aproxima

À espera do apito final

Chegamos ao último final de semana do ano que durou uma década.


Para muitos, o sentimento é de que 2020 já acabou. Este período entre Natal e Réveillon costuma ter cara de prorrogação no final de jogo decidido: a turma fica tocando a bola pra lá e pra cá esperando o apito do juiz.


Às vezes tem emoção? Sim. E eu estarei por aqui para o caso de alguma reviravolta de última hora decidir ocorrer… mas mantido o rumo natural das coisas (se é que é razoável esperar isso de um ano como esse), os próximos dias devem trazer alguma quietude.


E isso é uma enorme oportunidade.



Hora da faxina anual


Programei junto à equipe: publicamos o último Nord Dividendos do ano na quarta-feira e prorrogamos a próxima edição do Nord Small Caps para a primeira semana de 2021.


Uma semana de pernas para o ar? Longe disso: o momento é mais que propício para revisitar tudo; testar convicções e ajustar o passo para o novo ano que se aproxima.


De tempos em tempos, é bom dar dois passos para trás e olhar o todo. É disso que nos ocuparemos por aqui.


E o convite que faço a você é precisamente o mesmo: quando foi a última vez que você revisou sua estratégia de investimentos como um todo?



As partes e o todo


No dia a dia do mercado, é muito comum darmos excessiva atenção ao desempenho individual das alocações.


Perfilamos mentalmente as Ações nas quais investimos e as tratamos como cavalinhos de corrida; regozijamo-nos dos que saíram na frente e praguejamos contra os que hesitaram na largada ou perderam fôlego ao longo do percurso.


É fácil esquecer que importa muito mais o desempenho do todo. E que o todo é maior do que a soma das suas partes.


Ao invés de julgar individualmente suas posições, avalie: como um todo, 2020 foi um bom ano ou não?



O sinal e o ruído


E vou além: tenha em mente que o desempenho do preço das Ações não necessariamente reflete as evoluções e desafios enfrentados pelas Empresas no mundo real.


O fundamentalista acredita na convergência de preço e fundamento, mas isso não tem o compromisso de acontecer imediatamente.


A tentação de confundir ruído (preço) com sinal (fundamento) é sempre gigantesca.


Antes de pensar em preço, pergunte-se: essas Empresas avançaram ou retrocederam no mundo real em 2020?



Revisitando os porquês


A consequência natural do que acabo de propor é a revisão criteriosa das teses de investimento.


Pergunte-se: as expectativas que estavam dadas para a Empresa se concretizaram? Sim ou não? E diante disso, as expectativas futuras devem ser revisitadas? Sim ou não?


Pare. Pense. Reflita.


Não necessariamente o que você carregou até aqui segue fazendo sentido à frente, à luz de preço e expectativas.


Daí a importância de entender os porquês de tudo o que você tem.



Faça a sua parte; nós faremos a nossa


Esse é o trabalho que faremos do lado de cá. Mas precisamos que você faça a sua parte também.


Aproveite a semana preguiçosa entre Natal e Réveillon e tire um tempo para estudar as suas posições.


Questione. Questione-se e nos questione.


Entre em 2021 com visões fundamentadas sobre seus investimentos.


E conte sempre conosco.


Compartilhar este artigo
por Ricardo Schweitzer
em 26/12/2020 para Nord Insights

Possui 14 anos de experiência no mercado financeiro. Antes de fundar a Nord Research passou pela Adviser Asset, Fundação CEEE, Sicredi Asset, Votorantim Corretora e Empiricus Research. Formou-se em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!