A festa dos 10.000

Nasdaq — índice de empresas do setor de tecnologia dos Estados Unidos — bate recorde histórico.

Nada de isolamento

Estamos confinados em nossas residências. Somos obrigados, muitas vezes, a lidar com vizinhos sem noção e crianças muito felizes em alguns momentos, mas vai passar.

Quem anda livre, leve e solto é o índice Nasdaq — composto pelas maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos, como: Facebook (FB), Amazon(AMZN), Apple (AAPL), Netflix (NFLX) e Google (GOOG) — o quinteto FAANG.

Na sessão de ontem, o índice subiu 0,29 por cento, encerrando o dia aos 9.953,75 pontos, mas durante o dia houve um flerte com a casa dos 10.000 pontos.

O índice destoou dos demais termômetros do mercado de Ações nos Estados Unidos, que encerraram a sessão em queda — o S&P 500 retrocedeu -0,78 por cento e o Dow Jones caiu -1,09 por cento.

O momento é de folia para Ações de tecnologia — um verdadeiro carnaval ao estilo FAANG.

Fonte: Financial Times


Desde o ponto mais crítico da crise, no final de março, o Nasdaq apresentou uma recuperação digna de aplausos — no ano já acumula alta de quase 10 por cento. Crise? Por aqui não.

Vale ressaltar, entretanto, que a forte melhora nos preços das Ações de tecnologia deu-se quando do início do programa de ajuda à economia e mercados financeiros, por parte do Federal Reserve (Banco Central Norte Americano) — destacado no gráfico acima —, que despejou trilhões de dólares no mercado por meio da compra de títulos de dívida e até mesmo ETFs.

Céu de brigadeiro

Mesmo os outros índices de ações Norte Americanos mostram “apenas” uma leve queda no acumulado do ano — S&P 500 perdeu -0,73 por cento e o Dow Jones desvalorizou -4,4% por cento. Parece que o mercado financeiro — Wall Street — vive uma realidade diametralmente oposta à economia real — Main Street.

Considerando este ano como “perdido” do ponto de vista de resultados aos acionistas — mesmo para as empresas de tecnologia —, busquei informações sobre a expectativa de lucros para o quinteto FAANG, a fim de me certificar que o carnaval não está fora de época.

Olhando o múltiplo P/E (Price/Earnings — ou Preço/Lucro para os tupiniquins) estimado para 2021, constatei o seguinte: o Facebook negocia a 24x lucros, a Amazon a 70x, a Apple está em 23x, a Netflix a 50x e o Google está em 27x.

Obviamente tratam-se de empresas de tecnologia que, por definição, merecem um prêmio em relação à média de mercado — o crescimento esperado de receitas e lucros para essas companhias é superior ao apurado pelas empresas “normais”.

O carnaval segue rolando, com investidores aceitando pagar cada vez mais caro por algumas empresas, abraçados na crença de que o crescimento tende a ser Ad infinitum.

Cabe lembrar que uma hora o êxtase do carnaval acaba e, normalmente, depois de muitos dias de folia, bate a ressaca.




Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.


Compartilhar este artigo
por Cesar Crivelli
em 10/06/2020 para Nord Insights

Iniciou sua carreira na área de análise de uma corretora independente e posteriormente integrou a equipe de Equity Research do Citibank, tesouraria da GM no Brasil e trabalhou em uma startp-up em Boston por dois anos, onde era responsável por M&A e expansão em novos negócios.

Receba nosso conteúdo GRATUITO!